Home Food IZAKAYA: JÁ HÁ UMA TASCA JAPONESA EM CASCAIS

IZAKAYA: JÁ HÁ UMA TASCA JAPONESA EM CASCAIS

por Food and Travel Portugal
IZAKAYA: JÁ HÁ UMA TASCA JAPONESA EM CASCAIS

O “irmão rebelde” do restaurante japonês Kappo, também em Cascais, traz a comida nipónica num formato de maior interação e descontração, a pensar no ambiente das tascas urbanas

Abriu portas neste verão o  Izakaya, restaurante japonês inspirado nas tascas típicas que fazem parte do dia-a-dia dos japoneses.

No espaço descontraído pode-se almoçar ou jantar, mas também beber e conviver, sem horas marcadas.  Na cozinha, o chef executivo Tiago Penão, dá destaque aos produtos locais e sazonais, recriando pratos icónicos nos izakayas japoneses.

É possível optar pelo menu omakase (que significa, em japonês, “ficar nas mãos do chef”) a partir de 65€ (sem wine pairing), ou pedir à carta, que apresenta uma grande diversidade de pratos e petiscos tradicionais:  unaju  (enguia de água doce),  yakitoris  (espetadas de várias partes do frango),   yaki ika  (a lula grelhada), e a terminar, por exemplo, o  kakigori  (sobremesa feita com gelo raspado finalizada com xarope), popular no Japão nos meses de verão.

Este espaço apresenta várias opções de saké, a copo ou a garrafa, os típicos cocktails dos izakaya –  Chuhai  (feito com aguardente japonesa) e o  High Ball  (feito com whiskey) e outras opções de clássicos reinventadas pela equipa como é o caso da  Kimchi Margarita e  Tokyo Mule.

Há ainda uma cerveja de arroz artesanal e marcas japonesas como a Kirin e ainda uma seleção de vinhos portugueses.

O espaço, serve almoços e jantares de terça a sábado, e apresenta apenas um balcão de 17 lugares, cujo objetivo passa por diminuir a distância entre cozinha e cliente.

“O Izakaya vem consolidar o meu sonho de criar um restaurante japonês com um balcão que permite um contacto próximo entre equipa e cliente, e onde se encontra uma cozinha e produto de excelência com que me identifico. Aqui mostramos que a cozinha e tradições japonesas vão muito além do sushi”, explica o chef executivo Tiago Penão.

“Sem reservas, nem etiquetas”, o conceito é feito para sentar, interagir, ouvir boa música, beber e experimentar as propostas gastronómicas da cozinha nipónica.

Fique a par de todas as novidades do mundo da gastronomia e das viagens em  foodandtravelportugal.pt.

Este website utiliza cookies para melhorar a sua experiência. Assumimos que concorda com isto, no entanto pode optar por discordar. Aceitar Leia Mais