Início Novidades PLANTAÇÕES DE ARROZ DE HONGHE HANI, CHINA

PLANTAÇÕES DE ARROZ DE HONGHE HANI, CHINA

by Food and Travel Portugal
PLANTAÇÕES DE ARROZ DE HONGHE HANI, CHINA

Poderia ser uma instalação ao ar livre criada por um artista paisagístico ambicioso. Canais esculpidos, com água transparente, que reflete a luz do sol, e nuvens que descem em torno das montanhas. Ao anoitecer, a água torna-se dourada e passa a contrastar com a cor escura da terra. É uma paisagem que inspira a poesia. Mas as plantações de arroz de Honghe Hani estão relacionadas com comida e não com arte – e demoraram mais do que a vida de qualquer escultor até serem criadas. Durante mais de 1.300 anos, os habitantes de Hani desenvolveram um sistema de rega bastante complexo para canalizar a água desde o topo das montanhas até às encostas. Os 17.000 hectares de plantações constituem um sistema de drenagem único, na província de Yunnan, a que fica mais a sul do sudoeste da China, em forma de cascata descendente, ao longo das Montanhas Ailao até ao Rio Honghe. Em certos locais conseguem ver-se quase 3.000 plantações suspensas nas encostas.

O engenho dos habitantes de Hani não só transformou a zona num terreno extremamente fértil para o crescimento do arroz, como também criou um sistema que lhes permite criar búfalos, peixes, gado e patos enquanto desenvolvem o produto principal da região, o arroz vermelho. Também criaram um lugar com uma grande beleza artística. Para completar a paisagem extraordinária – e garantir fotografias incríveis – os habitantes desta província ainda vivem nas suas casas triangulares com telhados de palha, agrupadas em 82 aldeias intercaladas entre as florestas do topo da montanha e as plantações, numa zona e com um estilo de vida que permanecem inalterados há milénios. A sua gestão sólida do território depende de uma harmonia extraordinária entre o ser humano e a natureza – uma relação ameaçada em várias partes da China, devido ao rápido crescimento do país. Neste caso, a proteção da Unesco foi atempada e bem direccionada, mas no que diz respeito ao resto da China rural o melhor é passar por lá enquanto ainda se mantêm os traços originais.

DETALHES A Travel China oferece itinerários de 10 dias pelos vários locais Património da Unesco.

 

 

Veja outros artigos