Home Travel48 horas TBILISI, GEÓRGIA

TBILISI, GEÓRGIA

por Food and Travel Portugal
TBILISI, GEÓRGIA

A capital da Geórgia, com as suas ruas sinuosas, banhos fumegantes de enxofre e tesouros artísticos abundantes, nunca perde o encanto. E a sua cozinha única também não, como descobriu Kelly Satchell.

Porquê ir?

Perto das montanhas colossais da cordilheira do Cáucaso, Tbilisi é uma mistura fervorosa de arquitetura europeia, soviética e oriental; ligeiramente desgrenhada, mas ainda mais romântica por isso. Famosa pela sua hospitalidade – há um ditado nacional que define os visitantes como ‘uma dádiva de Deus’ –, o nosso copo nunca fica vazio, uma vez que os inúmeros brindes animados pelos locais mantêm a chacha (aguardente da Geórgia) sempre a correr, nesta cidade vívida, diversificada e deslumbrante.
As temperaturas em setembro são fenomenais e há vários eventos para celebrar a ascensão desta cidade como destino de férias promissor.

O que fazer?

Comece por apanhar o teleférico até à Fortaleza de Narikala, do século IV, com vista para toda a cidade e as montanhas ao longe. Aqui, estará perto da Kartlis Deda (Mãe da Geórgia), uma estátua de alumínio com 20m que cumprimenta os amigos com um cálice de vinho e os inimigos com a espada. Na descida, caminhe entre as casas em ruínas que cobrem as colinas. Com as escadarias inclinadas em espiral, as varandas de ferro forjado e madeira e os tons coloridos, vai dar por si estupefacto em cada esquina. Quando chegar ao chão, faça uma esfoliação nos banhos de enxofre, inconfundíveis devido aos seus tetos abobadados fumegantes (a nossa escolha é o Royal Bath).

Aqui perto, na Sioni Cathedral, os murais e a iconografia em ouro e azul combinam-se para criar um dos melhores exemplos de interiores ortodoxos sumptuosos. Um ar progressivo e artístico tem prevalecido sobre a cidade: Tbilisi não seria a mesma sem os seus inúmeros cafés de arte. Absorva a sua energia no Café Linville. É possível comer boa comida de rua em toda a cidade, mas no Khurjini encontrará centenas de jarros etiquetados com manuscritos em georgiano. São os presentes ideais – pense em avelãs caramelizadas, maçãs e ameixas. Não se esqueça das especiarias e dos churchkhela; pode encontrar estes ‘colares’ de nozes, sumo de uva e farinha pendurados por toda a parte.

No outro lado da cidade, a grande avenida de Rustaveli é a morada do Museu Nacional da Geórgia. Descendo até ao rio, vai passar pelo mercado de flores e chegar ao Dry Bridge Market. Compre (e negoceie) bugigangas e vinis enquanto os habitantes locais se deliciam com o delicioso khachapuri (pão recheado com queijo).

Onde ficar?

Situado numa antiga editora, o Rooms Hotel é o melhor do chique industrial. A cultura é dominante neste cenário cheio de estilo: sofás de veludo, cadeiras Bauhaus, vigas expostas e arte moderna são algumas das suas melhores peças. Se preferir ficar perto da zona histórica, o Betsy’s Hotel com os seus tapetes carmesim e pinturas tradicionais, será a escolha ideal. Uma abundância de plantas e decorações de mármore fazem da Villa Mtiebi, outra opção de valor, na parte antiga da cidade.

Uma suíte do Rooms Hotel

Onde comer e beber?

Situado no jardim da Writers’ House, é difícil pensar num cenário mais tranquilo para desfrutar do pôr do sol em Tbilisi do que o Café Littera. A sua comida e vinho são dos melhores na cidade; camarões e polenta são usados para a versão moderna do clássico kharcho, um molho cremoso de noz, criando um prato maravilhosamente rico e melhorado com o contraste doce da alcachofra. Para mais comida tradicional da Geórgia, atravesse o rio até ao In the Shadow of Metekhi onde se localiza a melhor vista panorâmica da cidade, sobre o Rio Kura. Se a paisagem não é suficiente, o restaurante também conta com bailarinos e músicos, para satisfazer todos os sentidos, enquanto desfruta do frango frito com molho de amoras. Para algo mais íntimo, vá ao Barbarestan onde as lâmpadas suspensas e as toalhas de mesa com padrão, o farão sentir-se em casa de um habitante local. Para refeições saudáveis de todo o tipo, o Organique Josper Bar é a escolha de sucesso.

Para ler o resto do artigo faça a assinatura anual da Food and Travel e peça a Edição nº 9 gratuitamente.

Veja outros artigos

Este website utiliza cookies para melhorar a sua experiência. Assumimos que concorda com isto, no entanto pode optar por discordar. Aceitar Leia Mais