Home TravelNotícias Travel PARA FAZER (AO MENOS) UMA VEZ NA VIDA: BUTÃO e NEPAL

PARA FAZER (AO MENOS) UMA VEZ NA VIDA: BUTÃO e NEPAL

por Food and Travel Portugal
PARA FAZER (AO MENOS) UMA VEZ NA VIDA:                     BUTÃO e NEPAL

Estas imagens são o trabalho de Ewen Bell, um dos fotógrafos favoritos da Food and Travel. Quando não está atrás da lente a pedido da revista, Bell gere uma série de passeios para fotógrafos especialistas. Aqui, partilha connosco alguns dos seus destinos e experiências favoritas.

BUTÃO, PUNAKHA

Dividido em partes iguais de nevoeiro e mistério, o Reino do Butão ainda permanece uma das aventuras mais únicas e especiais do mundo.

Este país apenas abriu as suas fronteiras a estrangeiros há 45 anos, nunca foi colonizado e mantém relações com os territórios a leste e a oeste da sua localização, nas montanhas dos Himalaias. ‘Venho cá pelo menos uma vez por ano,’ diz Bell. ‘Para mim, é um dos países do mundo mais confortáveis para se viajar. O governo butanês estabelece um preço mínimo diário para os viajantes, que ajuda a financiar a educação para cidadãos de todo o país e ditou o fim da especulação para o mercado do turismo. O resultado são hotéis e guias fantásticos que fazem da sua atividade a propagação da cultura nacional.’

Os ensinamentos do budismo conduzem a vida e, desde 1971, este país tem medido o seu sucesso através da Felicidade Nacional Bruta, rejeitando o Produto Interno Bruto como métrica de progresso.

O bem-estar social, espiritual, físico e ambiental são fatores extremamente valiosos no dia-a-dia. ‘A fotografia está mais centrada em torno dos festivais coloridos nos templos e nas dzonsg (fortalezas), embora os momentos tranquilos sejam igualmente estimulantes. As tardes passadas com os agricultores de batatas ou a visitar os mercados locais são as experiências que definem a verdadeira alegria da Terra do Dragão do Trovão.’

As malaguetas e o queijo de iaque são dois ingredientes dominantes na cozinha butanesa. Os viajantes ocidentais são, frequentemente, sujeitos a uma mistura alternativa para os proteger do picante explosivo que os habitantes locais adoram.

Para sentir o verdadeiro sabor do país, deve sentar-se com os agricultores enquanto preparam noodles de trigo-sarraceno para o almoço’, conta Bell. Fique em Punakha, no COMO Uma Punakha, é a escolha ideal pelo seu acesso aos templos das redondezas e para comer no Raven Restaurant um caril de frango com gengibre e coentros.

NEPAL, KATMANDU E ANAPURNNA

O Nepal assume uma das expressões de tolerância mais puras na Terra. É um sítio onde o hinduísmo e o budismo se sentam lado a lado e as religiões partilham os mesmos locais de fé.

Aqui, os templos hindus atraem homens Sandhu, as stupas tibetanas expressam tradições antigas e as aldeias Newari são visitadas por artistas nómadas.

‘É um dos lugares mais gratificantes para tirar fotografias,’ confessa Bell. ‘Manifestações de devoção quotidiana são comuns, desde os artistas do Vale de Katmandu até às pessoas que vai conhecer nos trilhos empoeirados de Anapurnna. É uma das melhores regiões para capturar as tradições locais assim como os momentos íntimos. Num dia, pode ser convidado para assistir ao acendimento das lâmpadas de manteiga e, no dia seguinte, para se juntar aos habitantes locais e girar as rodas da oração.’

O início do inverno (novembro-dezembro) é uma excelente altura para fazer a sua visita, quando o ar está fresco nas montanhas e a paisagem exibe uma combinação de cumes com neve, vales nebulosos e lagos. Vai encontrar o típico dal bhat (lentilhas com arroz) ao pequeno-almoço, ao almoço e ao jantar.

Cada cozinha tem as suas versões próprias deste prato. Folhas de mostarda e batatas masala são os acompanhamentos mais usados para a sopa de lentilhas e arroz, assim como alguns vegetais em conserva e papad crocante. O componente principal do caril pode ser vegetariano ou à base de carne, podendo ser frango ou cabra ou, à medida que subimos na altitude, iaque. O hotel boutique ideal para os forasteiros em Katmandu, Thamel, é o Hotel Mulberry. Íntimo, moderno e digno de uma fotografia de postal.

Artigo publicado na edição de maio/junho 2019.

Fique a par de todas as novidades do mundo da gastronomia e das viagens em  foodandtravelportugal.pt.

Veja outros artigos

Este website utiliza cookies para melhorar a sua experiência. Assumimos que concorda com isto, no entanto pode optar por discordar. Aceitar Leia Mais